Pico da Pedra

picodapedra

A freguesia do Pico da Pedra, situada na costa norte, confronta com as freguesias de Calhetas e Rabo de Peixe (concelho de Ribeira Grande), Livramento, São Roque, Fajã de Cima e Fenais da Luz (concelho de Ponta Delgada). Com uma área aproximada de 6,5 km2, dista cerca de 8 quilómetros da cidade de Ponta Delgada e 10 quilómetros da sede do concelho a que pertence, a cidade da Ribeira Grande.

Presidente: Elizabeth Miranda Pereira Amaral

Junta de Freguesia

Secretário: Paula Eduarda Alves Ferreira
Tesoureiro: André Filipe Soares Louro

Assembleia de Freguesia

Presidente: Victor Manuel Frazão Ramos

População: 2 909 habitantes (censos 2011)
Habitantes recenseados: 2 549 (eleições autárquicas 01-10-2017)
Festa: Senhora dos Prazeres 3.º Dom/Setembro

Contactos

Avenida Paz, 14
Pico da Pedra RGR, 9600-053 Ribeira Grande
Telefone/Fax: 296 498 770
Email:
Página Web: www.picodapedra.pt

História

A freguesia do Pico da Pedra deve o seu topónimo a um alto pico basáltico existente ali perto. O povoamento do Pico da Pedra ter-se-á iniciado em meados do século XVI, sendo o povoado lugar anexo da freguesia de Rabo de Peixe. No século XIX, e por solicitação dos seus habitantes, o Pico da Pedra foi elevado à categoria de freguesia. A nível do património cultural edificado desta freguesia destaca-se a sua Igreja Paroquial, sob a invocação de Nossa Senhora dos Prazeres, edificada no século XIX. Antes da construção deste templo os seus habitantes ouviam missa na Ermida de Nossa Senhora dos Prazeres, cuja construção remonta a 1604. No interior desta ermida guarda-se uma imagem de Nossa Senhora, em terracota, do século XVII. Junto à Ermida de Nossa Senhora dos Prazeres encontra-se um Império em honra ao Divino Espírito Santo, cuja data de edificação é desconhecida, no entanto o Padre Mendonça, nas suas "Memórias do Pico da Pedra", aponta aquele império como sendo ainda mais antigo que a referida ermida. No Largo do Trabalhador um impotente Fontanário, construído em 1836, comemora a chegada de água canalizada à freguesia. Para além deste fontanário são ainda dignos de referência o Fontanário da Rua João Luís Pacheco da Câmara, construído em 1876, e o Fontanário do Largo da Restauração, inaugurado em Outubro de 1882. Nesta freguesia poderá ainda encontrar três curiosos monumentos: O Monumento Comemorativo do Ano Internacional da Juventude, erigido no parque da Casa do Povo; o Monumento Comemorativo dos 150 anos da Freguesia do Pico da Pedra, no Largo do Trabalhador; e o Busto da notável figura do Padre António Furtado de Mendonça, na rua que dá pelo mesmo nome. A freguesia do Pico da Pedra possui um Museu Local, sob a alçada da Junta de Freguesia, repartido por duas salas, uma com elementos que se referem à temática local e a outra que funciona como galeria de arte. Uma aprazível zona verde, com inúmeras espécies de plantas dos Açores, faz parte das instalações da Casa do Povo, a qual integra um Complexo Desportivo e um Parque Infantil.

X
X