Ribeira Seca

ribeira_seca

Com uma superfície de 12,56 km2, a freguesia da Ribeira Seca, conjuntamente com as freguesias de Nossa Senhora da Estrela, Conceição, Ribeirinha e Santa Bárbara, é parte integrante da cidade da Ribeira Grande. Localizada na costa norte da ilha, esta freguesia confronta com o mar e com as freguesias de Rabo de Peixe, Santa Bárbara, Conceição (concelho de Ribeira Grande) e Água de Pau (concelho de Lagoa).

Presidente: João Paulo Melo Dâmaso Moniz

Junta de Freguesia

Secretário: : Helena Margarida Rego Silva
Tesoureiro: Laudalino Manuel Correia Gaipo

Assembleia de Freguesia

Presidente: José Manuel da Silva

População: 2 950 habitantes (censos 2011)
Habitantes recenseados: 2 561 (eleições autárquicas 01-10-2017)
Festa: Sagrado Coração de Jesus 3.º Dom./Ag

Contactos

Rua Bernardo Manuel da Silveira Estrela, 20
Ribeira Seca RGR, 9600-217 Ribeira Grande
Telefone: 296 472 845
Fax: 296 092 602
Email:
Página Web: www.jfribeiraseca.net

História

O povoamento desta localidade ocorreu por volta do século XV, sendo constituída paróquia a 12 de Dezembro de 1575, em virtude da necessidade de se prestar assistência religiosa às pessoas do extremo da ilha. O topónimo desta freguesia deriva do facto da ribeira que a atravessa não ter água no inverno. Era, portanto, no verão, uma "Ribeira Seca". A nível do seu património cultural edificado destacamos a Igreja Paroquial de São Pedro que remonta ao século XVI, no entanto o actual edifício é dos séculos XVIII-XIX. Este templo conserva no seu interior uma valiosa imagem quinhentista do seu orago e está ligado à tradição das "Cavalhadas" de São Pedro. Para além desta igreja existem as ermidas de Nossa Senhora da Quietação, Nossa Senhora da Paciência e da Mãe de Deus. O Solar da Mafoma data do século XVIII, constituindo uma belíssima casa senhorial com ampla fachada. Este solar alberga nos seus anexos uma antiga fábrica de chá, hoje museu, e a Capela de Nossa Senhora do Bom Sucesso, com um retábulo em talha, frontal do altar em azulejos e a imagem da padroeira. É do pátio deste solar que saem, a 29 de Junho, os participantes nas "Cavalhadas" de São Pedro". Outro monumento de interesse nesta freguesia é o Fontanário do Largo de São Pedro. Este é uma construção do século XVI, vestígio da antiga povoação destruída pela erupção de 1563. Obra em estilo renascentista É coroada por uma cornija com dois pináculos e apresenta uma carranca por onde jorrava a água.

X
X